Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos. A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pelo nosso website. Ao navegar com os cookies ativos consente a sua utilização.

Reunião de lançamento do projeto FUSILLI


12-02-2021

Nos dias 27 e 28 de janeiro de 2021, teve lugar a reunião oficial (online) de lançamento do projeto FUSILLI (área Alimentar e de Recursos Naturais), financiado pela Comissão Europeia no âmbito do concurso H2020-CE-FNR-07-2020. Coordenado pela Fundação CARTIF (Espanha), o FUSILLI centra-se em apoiar as cidades para facilitar a transição para sistemas alimentares mais sustentáveis, em linha com as prioridades do FOOD2030. Este projeto envolve a cooperação de todos os participantes em sete pacotes de trabalho e por um período de quatro anos.

 

O CATAA, desde o primeiro instante, desempenhou um papel fundamental no processo de candidatura de Castelo Branco ao projeto FUSILLI. Agora, durante os próximos 4 anos, o CATAA será parceiro oficial (“Linked Third Party”) da Câmara Municipal de Castelo Branco neste projeto e terá um papel ativo no desenvolvimento de várias ações, entre as quais se destaca, por exemplo, o desenvolvimento de novos produtos alimentares com ingredientes de origem local.

 

O projeto FUSILLI tem como principal ambição, a superação de barreiras no desenvolvimento e implementação de políticas alimentares sistémicas integradas que suportem ​​a transição para sistemas alimentares sustentáveis ​​em áreas urbanas, periurbanas e áreas rurais na proximidade das cidades. Para atingir este objetivo e enfrentar os desafios da transformação do sistema alimentar, o FUSILLI cria uma rede de partilha e aprendizagem de conhecimento com 12 cidades: San Sebastian (Espanha), Nilufer-Bursa (Turquia), Oslo (Noruega), Kolding (Dinamarca), Torino (Itália), Castelo Branco (Portugal), Differdange (Luxemburgo), Rijeka (Croácia), Carcóvia (Ucrânia), Tampere (Finlândia), Atenas (Grécia) e Roma (Itália). Estas cidades irão integrar a alimentação como parte da sua agenda urbano-rural e identificar e criar oportunidades para transformar os sistemas alimentares em sistemas sustentáveis, saudáveis ​​e inclusivos. Por meio de uma comunidade de conhecimento aberto, as cidades terão poderes para implementar políticas e ações inovadoras e personalizadas, colocando os cidadãos no centro do processo.

 

Durante a reunião de lançamento, Tatiana Tallarico, responsável pela política da Direção Geral de Investigação e Inovação da Comissão Europeia, deu as boas-vindas ao consórcio e falou sobre a “Transformação dos sistemas alimentares urbanos na política da UE”, referindo-se também à recente estratégia “Farm to Fork” do European Green Deal, que tem como objetivo a implementação de alimentos sistemas justos, saudáveis ​​e amigos do ambiente. Como parte da sua apresentação, mencionou ainda o facto de como a pandemia COVID-19 destaca a necessidade de sistemas alimentares mais robustos e resilientes, e um apoio mais forte para as pessoas que trabalham nesta área, que sofrem o impacto de interrupções económicas e salários baixos.

 

O projeto FUSILLI combina a experiência de 34 parceiros de 13 países, incluindo cidades, universidades, PMEs, ONGs e indústrias. Para mais informações, visite o canal FUSILLI no Twitter via @Fusilli_Project e o site oficial do projeto www.fusilli-project.eu (disponível brevemente).

 

 

 

Este projeto recebeu financiamento do Horizonte 2020 – Programa-Quadro Comunitário de Investigação & Inovação da Comissão Europeia, sob Acordo No.101000717